em Alimentação, Bem Estar
31 out, 2017

ACEITA UMA XÍCARA DE CHÁ?

 

Quem me acompanha há mais tempo por aqui, ou pelas minhas outras redes, sabe que eu não resisto a uma boa xícara de chá. Na minha família, curiosamente, o chá sempre teve mais relevância do que o café. Desde as receitas pros mais diversos males, que passaram de geração em geração, até tomar o chá por simples prazer.

 

Não sei se o fato de descender de uma família gaúcha teve influência nisso, pode ser que sim… afinal, nosso tão amado chimarrão não é nada mais do que uma infusão. Não vou negar que uma xícara de um bom café tem seu valor – e eu amo! – mas meu coração bate mais forte mesmo é por uma xícara de chá. Diria que o chá tem lugar cativo na lista de coisas com o poder de acariciar meu coração. Para mim, o chá faz companhia.

 

 

É fato que, com o passar dos anos, vamos “gourmetizando”nossa vida, buscando novos sabores e valorizando os rituais. Isso aconteceu comigo, e fui, cada vez mais, ao encontro do rico universo dos chás. Ao viajar, passei a reservar um espaço na mala para eles. Sempre trago alguma infusão diferente de uma casa de chás que descubro ao longo das minhas andanças, uma caixinha de chás de uma marca que eu goste ou alguma nova para provar. Passei a ficar mais atenta às casas de chás nacionais… para minha alegria, descobri algumas preciosidades.

 

Mas não se trata de apenas achar bons chás para comprar. A arte de fazer sua própria infusão é algo que eu aprecio muito também… colher as ervas, fazer as misturas… criar combinações diferentes é maravilhoso. A cada xícara, uma nova descoberta. Se você tiver o privilégio de colher as próprias ervas, numa horta, num vaso, no parque, melhor ainda.

 

Dia desses, ao compartilhar uma foto de um chá no Instagram, tive a ideia de perguntar sobre os chás/infusões que vocês mais gostavam de fazer… Os comentários foram tão ricos que me inspiraram a fazer esse post e dividir as receitinhas de vocês aqui. Obrigada, de coração, por sempre embarcarem na minha e por dividirem pra somar. Seguem as receitinhas inspiradas de vcs:

  • maçã com canela
  • abacaxi com hortelã
  • salsa com limão
  • gengibre, abacaxi e limão
  • hibisco, abacaxi e cravo
  • capim-limão com gengibre
  • abacaxi com laranja
  • hibisco, morango e rosas
  • hibisco, gengibre e limão
  • capim-limão com casca de laranja
  • maracujá com canela (fazer o chá de canela e, com a água ainda bem quente, acrescentar a polpa do maracujá bem maduro)
  • maracujá com especiarias: cravo, canela, anis-estrelado, gengibre
  • erva-cidreira, hortelã, erva-doce, casca de maçã, gengibre e mel
  • camomila, calêndula, alfazema, canela e cacau nibs
  • casca de laranja, casca de abacaxi, canela em pau, anis-estrelado e pimenta rosa
  • casca de laranja (refogar no açúcar queimado, depois acrescentar água), folhas de limão, suco da laranja, anis-estrelado e camomila
  • maracujá, maçã e cravo
  • hortelã, alecrim, capim-limão, anis-estrelado
  • alecrim, capim-santo e canela
  • camomila com baunilha e mel
  • camomila, laranja, limão-cravo, maçã e canela em pau
  • capim-santo com um toque de leite de coco
  • gengibre, cardamomo, anis-estrelado, canela, cravo

 

 

CURIOSIDADE: Vocês sabiam que originalmente o nome “chá” é dado somente à infusão feita com uma única espécie de planta, a Camellia Sinensis? Suas folhas podem ser cruas, torradas, fermentadas, vaporizadas, fazendo com que o chá possua algumas variações:

  • Chá Preto: Folhas de Camellia Sinensis fermentadas e torradas
  • Chá Verde: Folhas cruas secas
  • Chá Oolong: Folhas pouco fermentadas
  • Chá Branco: Folhas vaporizadas e secas ao sol

Portanto, todos os outros preparos, que não possuem Camellia Sinenses na composição, teoricamente deveriam ser chamados de infusão.

 

E você? Compartilha do mesmo prazer que eu? Conta aqui nos comentários sobre seus chás/infusões favoritos, e se postar alguma foto no Instagram, me marque por lá?! Será um prazer dividir, mais uma vez, esse universo com vocês.

 

Beijos, com carinho… até breve!

 

FacebookGoogle+Pinterest
Postagem Anterior Próxima Postagem

You Might Also Like

PARA VOCÊ LER TAMBÉM

13 Comentários

  • Responder Álida 31 out, 2017 at 18:48

    Das composições mais simples, classificando as ervas e seus lugares no ❤️ Hortelã seria minha paixão, Camomila o meu amor, Cidreira meu amante, Capim-Santo, Limão e Mel aquele crusch 😉

    • Monica Benini
      Responder Monica Benini 21 nov, 2017 at 19:15

      Ahahahahhahaha! adorei! <3

  • Responder Alice 31 out, 2017 at 20:02

    Delicia só de ler rs
    Cresci intercalando chá e café e sou apaixonada por ambos hoje em dia.
    Salvei sua listinha pois alguns não conhecia. O meu favorito da vida é o de erva-cidreira

    • Monica Benini
      Responder Monica Benini 21 nov, 2017 at 19:14

      AMOOOO Tb! beijos e seja sempre muito bem vinda!

  • Responder Flavia Alves Martins 31 out, 2017 at 22:02

    Nunca fui muito chegada em cafés.. Ate que descobri seu papel em nos manter acordados. Hehe. Mas minha real paixão sempre foi chá. Moro em apartamento e fica difícil cultivar plantinhas… Mas minha paixão é o simples chá de alfavaca. É ótimo para a imunidade e é uma delícia. Canela também, maravilhoso! Abs pra vocês 3

    • Monica Benini
      Responder Monica Benini 21 nov, 2017 at 19:14

      Eu tb, sabia? Café chegou bem mais tarde na minha vida. Muitos chás e muito amor pra vc! beijinhos!

  • Responder Maei de Fortaleza 05 nov, 2017 at 23:14

    Lembro que no quintal da minha casa tinha capim santo e minha mãe sempre tirava dali mesmo, da terra, e fazia chá.
    Esse post me fez recordar quando eu era criança e era cuidada pela mibha mãe.
    Hoje, casada e com filho, deixei um pouco de lado essa prática que tinha na infância.
    Mas nunca é tarde pra recomeçar.

    Ps: A janta de quando eu ficava doente era chá de erva doce com bolacha creame cracker.
    Coisa de mãe

    Foi muito bom recordar isso.
    Bjo M(ôtto)

    • Monica Benini
      Responder Monica Benini 21 nov, 2017 at 19:13

      Hahahahahah! que mensagem gostosa! Visitei as cenas da minha infância tb! Quem sabe vc planta um vasinho de erva cidreira por ai? É tão gostoso!
      Beijos e obrigada pela sua visita!

  • Responder Simone Duarte 21 nov, 2017 at 19:24

    Sempre gostei de chás mais adocicados .. camomila, hortelã e maçã com canela e esse ano tomei gosto pelo cha gelado de capim limão!! Mas um que não me traz boas lembranças é o de boldo que minha avó me dava qdo eu tinha cólicas

  • Responder Yuri Fonseca 03 jan, 2018 at 19:13

    Eu já tive uma grande paixão por café, mas hoje, acredito firmemente que o Chá é o grande amor da minha vida! Sempre que tô no meu momento zen, sozinho em casa e geralmente após alguma meditação, eu não gosto de abrir mão dele. O meu favorito é de hortelã, mas camomila tmb abala muito o meu coração. Hahaha. Beijos grandes e muita luz pra você e sua família 🙂

    • Monica Benini
      Responder Monica Benini 22 jan, 2018 at 16:54

      Compartilhamos do mesmo sentimento e da mesma paixão, Yuri! Sortudos que somos! heheheh! <3
      Muita luz pra vc e sua família tb! Seja sempre mto bem vindo aqui!

  • Responder Ana Carolina 09 maio, 2018 at 16:20

    Que delícia de post! Também adoro chás, o café está entrando na minha vida aos poucos, aos 31 anos… hehehe e concordo com você, com essa sensação de que o chá faz companhia! Lembrei de um post que fiz no instagram, sobre uma casa de chás e te marquei! Um abraço!

  • Responder Marina 07 jun, 2018 at 23:48

    Amo chá! Cresci vendo minha mãe tomar chá e nos oferecer também. Quero passar o mesmo hábito e gosto pro meu filho. Chá também me faz companhia nas madrugadas de mamadas, na leitura de um livro, e por aí vai. Difícil dizer meu preferido, mas capim cidreira e hortelã têm lugares cativos no meu coração. Adorando te acompanhar aqui e no ig. Beijo grande.

  • Responder