em Maternidade
16 abr, 2020

AUTOESTIMA, AUTOCUIDADO E MATERNIDADE EM TEMPOS DE PANDEMIA

Mães, esse meu texto é pra vocês (pra nós)… eu tenho refletido muito, quase diariamente, acerca da sobrecarga que muitas de nós estão enfrentando nesse momento que estamos vivendo. 

 

É sobre acordar e deitar pra dormir com a sensação de precisar equilibrar muitos pratos num mesmo dia. Tantos mais do que a gente, na verdade, gostaria de dar conta. E é um caminho, no momento, praticamente sem volta. Não há muito o que fazer. 

 

A caminhada que estamos trilhando traz conosco uma força capaz de descortinar vários sentimentos que antes ficavam adormecidos dentro de nós. É potente, mas cansa. Cansa emocionalmente, cansa fisicamente. 

 

E como fica a nossa autoestima? Como podemos pensar em nos cuidar em meio a tudo isso? Pois é, a gente precisa conversar sobre.

 

Me cuido para conseguir cuidar

 

E aí entra aquela velha história de colocarmos a máscara de oxigênio em nós antes de colocar no outro, sabe? Precisamos estar respirando, estar com saúde mental, estar com resistência física para conseguir fazer com que nossos filhos também.

 

Eu sei que muitas de vocês já devem estar cansadas de ouvir isso, e como é difícil aplicarmos no dia a dia, principalmente se você é mãe solo e a criança pode contar somente com você. Não estou neste lugar de fala, mas gostaria que você soubesse que não há tranquilidade para nenhuma de nós sabendo que você não está bem, então minimamente eu preciso te lembrar que você é uma pessoa, uma mulher, um indivíduo que necessita de cuidado, e ninguém mais do que você pode fazer isso por você mesma.

 

É de uma importância infinita encontrarmos, ao menos, uns minutinhos do nosso dia para cuidarmos de nós. Para colocar a cabeça no sofá e chorar, pra meditar, ouvir uma música com fone de ouvido, lavar o rosto, arrumar o cabelo, ler, tomar um chá… 5 minutos, fazendo o que te der na telha. 

 

Minutos que têm a força de dar uma outra cara pra esses dias nada fáceis. Que podem trazer à tona uma reconciliação com a imagem que vemos refletida no espelho e, principalmente, na nossa alma e mente.

Aproveite a soneca do seu filho, os minutos depois que ele dormir, o período que estiver revezando com quem estiver com você, enfim… o tempo que for possível aí na sua rotina, mas cuide de você. 

 

Compartilhe com seus filhos a importância de você ter o seu momento, dialogue com as crianças, elas têm um poder de escuta e reação muito mais potente do que imaginamos (óbvio que dependendo de cada idade).

Cuidar de nós é, também uma forma de cuidarmos dos nossos filhos. Ao fim dessa batalha, só estaremos inteiras se nos permitirmos, à nosso modo, tomar um fôlego e enxergar, mesmo que turva, uma luz no fim do túnel.

 

Nos cuidemos.

 

Com amor, Monica

FacebookGoogle+Pinterest
Postagem Anterior Próxima Postagem

You Might Also Like

PARA VOCÊ LER TAMBÉM

Nenhum comentário

Responder