Categorias de navegação

Exposição

Cultura, Exposição

SP-Arte: acaba amanhã

Há 11 anos, anualmente, rola em São Paulo a SP-Arte, um dos eventos mais incríveis da cidade! São milhares (representados por 124 galerias em 2016) de artistas nacionais e internacionais reunidos em um ambiente muito democrático que dá espaço à todas as manifestações de arte possíveis.

SP Arte 2016. Foto: FFW

SP Arte 2016. Foto: FFW

Desde o design (que veio com tudo nessa edição em um espaço inédito) de móveis e artigos de decoração, à pintura, escultura, poesia, fotografia, até instalações interativas. A edição de 2016 começou no dia 7 e rola até amanhã no Pavilhão da Bienal e eu recomendo que tirem umas horinhas do domingo pra dar uma passeada pelos corredores e sair de lá com a cabeça fervilhando de ideias. Há também um espaço pra comprar livros relativos à arte, tem lugar pra comer, beber e se inspirar nesse mundo de mentes criativas.

Impossível não tirar mil fotos na visita à feira, ao longo da semana posto mais.

Impossível não sair de lá sem pelo menos uma foto.

Geralmente o evento abre para convidados um dia antes da abertura ao público. São donos de galerias, colecionadores e grandes apreciadores de arte que passeiam pelos corredores em busca de uma nova peça pra levar pra casa. Os itens seguem em exposição até o fim da feira, mesmo após serem vendidos. Se você for nos últimos dias, vai observar várias obras sinalizadas como já vendidas.

16097406

Tela de Beatriz Milhazes vendida por aproximadamente R$ 16 milhões no primeiro dia da SP-Arte

A feira conta com patrocínios de empresas e marcas como Itaú, Oi, Iguatemi, Heineken, Minalba, Volvo, Perrier-Jouet, Amsterdam Sauer e Officine Panerai. Muitos apostaram que esse ano a feira seria mais tímida, devido ao cenário econômico (a feira desse anos conta com 24 galerias a menos que a edição de 2015), mas grandes negócios foram feitos até então, como o da tela da Beatriz Milhazes que foi arrematada por um dos executivos da Ambev.

SP-Arte | No Pavilhão da Bienal dentro do Parque Ibirapuera (portão 3) | R$ 40 inteira R$ 20 meia | De 07/04 a 10/04.

Exposição

Mondrian e o movimento De Stijl no CCBB

Tá rolando no CCBB aqui em São Paulo a exposição “Mondrian e o Movimento De Stijl”, e eu quero muito indicar ela pra vocês! A exposição vai até dia 4 de abril e vale muito à pena ir e conhecer mais sobre este movimento artístico tão significativo. Mondrian foi um artista que marcou sua época e o movimento De Stijl, que surgiu a partir de uma revista com o mesmo nome, encabeçada pelo artista, que revolucionou a arte, o significado e a relação entre os diversos tipos de linguagens artísticas.

ccbb 01

Piet Mondrian nasceu  em 1872 e são os trabalhos feitos até 1908 que constituem maior parte de sua obra. Inicialmente foi fortemente influenciado por Van Gogh, Seurat e Cézanne que eram artistas pós-impressionistas e também pelo cubista Pablo Picasso nas obras entre 1908 e 1911. Enquanto esteve em Paris, entre 1912 e 1914, se aprofundou no cubismo evoluindo sua arte até a abstração completa em 1917. A partir daí, suas obras tinham ênfase em linhas verticais, horizontais e planos coloridos. Mondrian fundamentou sua arte  na teosofia, movimento que defendia o desenvolvimento da mente e rejeitava o materialismo. Ele queria fazer uma arte universal, recusava-se a fazer uma arte que era simplesmente uma representação do real. ccbb 02

Foi em 1917 que a De Stijl foi fundada, à princípio como revista, mas posteriormente foi considerada um movimento da história da arte e é um termo utilizado até hoje. O movimento impactou designers, arquitetos, artistas e tornou-se uma rede artística que quebrou o individualismo da época. Rapidamente a revista ganhou notoriedade internacional, já que a intenção era reunir mensalmente tudo de mais moderno em termos de arte, arquitetura, ofícios, música e literatura. Mondrian foi o principal responsável por transformar a revista em movimento artístico com suas artes abstratas com elementos lineares combinadas à cores primárias (como amarelo, vermelho e azul) e neutras (como preto, cinza e branco).

ccbb 03

As obras da exposição não se limitam ao Mondrian, outros artista do movimento De Stijl também estão presentes como Gerrit Rietveld (a cadeira da direita ali em cima é dele). São mais de 70 itens em exposição. Tentem ir, é demais!

  • Onde? CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Álvares Penteado, 112 – Centro
  • Até quando? 04 de abril
  • Que horas? Das 9h às 21h
  • Quanto? Entrada franca, mas é preciso agendar na bilheteria ou no site do CCBB.
Exposição

Art Basel Miami Beach 2015

A Art Basel é uma feira de arte que teve sua primeira edição em Basel, na Suíça, em 1970 a partir de 3 apreciadores de arte que queriam reunir as principais galerias de arte da região. Só três anos depois, a feira já teve 281 expositores e mais de 30 mil visitantes. Hoje a feira segue referência no ramo e tem três edições anuais: em Basel, Miami (desde 2002) e Hong Kong (desde 2013). Ontem foi o último dia da Miami Art Basel 2015 que começou no dia 3.

aaaaaaaaaaagdhe1

A edição desse ano teve 267 expositores europeus, asiáticos, africanos, norte-americanos e latino-americanos. Dá pra imaginar o PARAÍSO que deve ser isso? Instalações, fotografias, pinturas, esculturas, vídeo, cinema, arte gráfica, grafite… Tem pra todo gosto, são mais de 4.000 artistas expondo seus trabalhos. No período em que a feira rola, a cidade exala arte. Eu sou um pouco resistente à Miami, mas até Miami fica irresistível com tantos eventos legais rolando simultaneamente. A programação da feira extrapola o espaço físico do centro de convenções e pequenas atividades são realizadas em diversos bares, cinemas, galerias e outros espaços públicos da cidade.

Minha definição de "paraíso"

Minha definição de “paraíso”

Esse ano uma das instalações mais legais que vi (pela internet mesmo, infelizmente) foi a do Lenny Kravitz. Em parceria com a Leica, a Art Basel conta com uma exposição de fotos tiradas pelo próprio músico, o nome é “Flash” e ela consiste, basicamente, em mostrar a vida de um artista sob o próprio ponto de vista. Achei a ideia incrível!

hypebeast-art-basel-miami-lenny

Uma das fotos da exposição FLASH assinada por Lenny Kravitz

OsGemeos representando muito bem o Brasil customizando um fusca <3

OsGemeos representando muito bem o Brasil customizando um fusca <3

Instalação "Plastic Tree" da edição suíça de 2015

Instalação “Plastic Tree” da edição suíça de 2015

Vontade de passar o ano entre Basel, Honk Kong e Miami me perdendo no meio desse monte de coisa linda!

Dicas, Exposição, Pintura

Exposição Joan Miró

Final de semana chegando, momento certo pra dica cultural, né? Há umas semanas visitei a exposição de Joan Miró no Instituto Tomie Ohtake aqui em São Paulo e super indico! Miró foi um escultor, pintor e ceramista surrealista, nascido em Barcelona, morreu antes mesmo que eu nascesse e coincidentemente, faleceu em Mallorca, acreditam? Essa semana o blog está muito espanhol!

IMG_5532

Considerado um dos maiores artistas do século XX, logo no começo de sua carreira, conheceu André Breton, fundador do movimento surrealista e isso ditou muito do que se veria em suas obras posteriormente, hoje é considerado umas das principais referências deste movimento. Miró teve suas obras expostas nos principais museus do mundo e teve seu trabalho premiado diversas vezes. A exposição conta com mais 100 obras de Miró entre pinturas, esculturas, gravuras, desenhos e objetos. Um privilégio ver peças tão importantes assim de perto.

miro1

IMG_5533

miro2

Onde? Instituo Tomie Ohtake (Av. Faria Lima, 201 – Pinheiros – São Paulo – SP)

Até quando? 16 de agosto de 2015.

Horário de visitação? De terça a domingo, das 11h às 20h.

Quanto custa a entrada? Na-da. Entrada gratuita.

IMG_5528

Se forem, me contem aqui como foi! E se ainda não tiverem curtido a página no Facebook, corre lá!