Moda

Fashion Revolution: Quem fez minhas roupas?

Já ouviram falar da Fashion Revolution Week? Bom, eu explico… É uma iniciativa global que tá rolando desde o dia 18 e vai até o dia 24. É um movimento que se preocupa com a origem das roupas, que acredita na sustentabilidade da indústria da moda, que valoriza as pessoas que trabalham e estão por trás das confecções e que respeita o meio ambiente. A ideia é chamar atenção para as empresas que trabalham de forma transparente e pressionar as que não são tão transparentes para que nos conte quem está fazendo as roupas por trás das etiquetas.

whomademy-bg2

Esse movimento é uma iniciativa de líderes da moda sustentável , artistas, acadêmicos e imprensa que estão engajados na causa e preocupados com o tema. A primeira edição da “Fashion Revolution Week” foi em 2013, depois do dia 24 de abril, quando um prédio em Bangladesh desabou matando mais de 1100 funcionários da indústria e ferindo mais de 2500… No ano passado, mais de 70 países ao redor do mundo abraçaram a causa e a principal hashtag da semana sempre é #whomademyclothes (em português #quemfezminhasroupas). É uma tema que eu me interesso MUITO e acho importantíssimo que a gente se preocupe, já falei aqui sobre minha carteira e o que ela diz sobre o assunto e falei também sobre um documentário aqui no blog que é obrigatório pra quem estiver disposto a sair da zona de conforto e se informar sobre o tema. É preciso estar curioso. Quem fabricou? De onde veio o algodão? Onde fica a fábrica? Quem está costurando? Quais são as condições de trabalho?

1460746962902

quemfez

Neste semana, o fashion revolution day acontece em diversas cidades do país… Um ato simbólico é vestir a roupa do avesso para expor a etiqueta, valorizar a costura da roupa e quem costurou e questionar… Quem fez minha roupa? Se puder, poste uma foto com a pergunta e a etiqueta no dia 24, quando 3 anos se completam desde a tragédia em Bangladesh. Nestes dias da semana espalhados pelo Brasil, palestras, seminários, debates, bazares e outras ações acontecem simultaneamente para levantar o tema e trazê-lo para o centro da discussão em meio à revolução fast fashion. Quem tiver a oportunidade de ir em algum desses eventos, eu recomendo que vá… Ouça, se interesse, pesquise, valorize empresas com produção ética, transparente, humana e sustentável.

quemfez02

faca

Já rolaram eventos em Florianópolis, Curitiba e Salvador. Ainda vai rolar nas cidades abaixo (para saber a programação, clica no nome da cidade):

Previous Post Next Post

You Might Also Like

Nenhum comentário

Responder