em Beleza, Maternidade
07 jun, 2018

MATERNIDADE E TRATAMENTOS DERMATOLÓGICOS

Meus cuidados com a beleza (cabelo, pele, sobrancelha, make…) são campeões de direct no Instagram. São perguntas/dúvidas sobre os mais diversos tópicos que envolvem o vasto universo da beauté. Entendo que nós mulheres (e hoje em dia, homens também) somos seres vaidosos e nosso rosto – e por consequência nosso corpo – acaba sendo nosso cartão de visitas. Por isso, resolvi chamar minha dermato querida Paola Pomerantzeff pra explicar melhor pra vocês os cuidados permitidos na fase da lactação, que é o que estou vivendo:

 

“Preparei esse texto com carinho para falar dos cuidados que as mulheres podem ter com a pele e os cabelos após a gestação. Dizem que a gravidez deixa a mulher mais bonita, com brilho na pele e cabelos capaz de impressionar qualquer dermatologista. Sabemos que devido as alterações hormonais eles podem ficar maravilhosos. Mas e depois do parto?

E se acontecer o contrário? Afinal cada mulher reage de uma forma e vive de maneira diferente a gravidez. Quais problemas podem ser tratados no pós-parto durante a amamentação? Quais os produtos que podem ser utilizados?

O que ajuda muito na gestação, assim como na vida como um todo, é sem dúvida, a prevenção. As mulheres grávidas que se preocupam com o “pós-parto” e se previnem acabam tendo uma recuperação mais fácil. Mas para todas existem opções e soluções!

A principal mancha que pode aparecer durante a gravidez é o melasma (mancha acastanhada na face conhecida como “mancha da gravidez”). Ela é desencadeada pelos hormônios da gestação e pela luz ultravioleta (sol) e pode ser prevenida através do uso de um bom filtro solar todos os dias e pela privação da exposição solar direta.

Caso a mancha tenha aparecido, não precisa se desesperar! Podemos iniciar seu tratamento com alguns ácidos e clareadores permitidos durante a amamentação, além de antioxidantes tópicos e filtro solar (sempre!!).

 

 

Esses antioxidantes, além de auxiliarem no clareamento das manchas, tratam a pele e previnem o envelhecimento.

Alguns princípios como ácido retinóico não são permitidos durante a amamentação, por isso, procure um dermatologista para orientá-la.

No pós-parto muitas mulheres sentem a mudança do corpo. Celulite e flacidez que antes não existiam podem aparecer e incomodar. Nessa fase, mesmo amamentando, já é possível tratamento com alguns aparelhos e tecnologias associados a drenagens.

Radiofrequência e ultrassom são algumas opções que podem ser utilizados no pós-parto para auxiliar na “recuperação”. A criolipólise só é recomendada na região do abdome 6 meses após o parto.

Bioestimuladores injetáveis que ajudam muito na flacidez não podem ser utilizados durante a amamentação.

Se a flacidez da face também incomodar nessa fase da vida, é possível utilizar aparelhos que são indolores e não necessitam de anestesia como o laser erbium Yag não ablativo. Ele é feito por dentro da boca (na mucosa oral) e estimula a produção de colágeno. Também pode ser aplicado nos lábios para aumento desses com “efeito gloss”, natural, ou mesmo na pele da face para melhora da textura, algumas manchas e linhas de expressão. Sua aplicação é rápida, indolor e sem efeitos adversos no pós-imediato.

Na gestação, devido ao aumento da vascularização, podem surgir vasos na face, e estes, persistirem ou ficarem mais evidentes no pós-parto. Esses vasos podem ser tratados durante a amamentação com a luz intensa pulsada de forma localizada.

Muitas mulheres se queixam de uma pele com menos viço, e com poros dilatados durante a amamentação. Existe um laser que é capaz de induzir a proliferação de fibras colágenas com a melhora da saúde, do brilho e da textura da pele, pelo fechamento dos poros e pela suavização de pequenos vasos da pele.

Esse é o laser ND:Yag. A aplicação é indolor e rápida, e pode ser usado em peles negras sem risco de manchar.

Além de seu efeito na pele, o laser ND:Yag pode ser usado no tratamento de onicomicose (micose na unha). Algumas mulheres amamentando tem onicomicose e somente com tratamento tópico (esmalte), demoram muito para se curar. Esse laser associado ao tratamento tópico acelera o processo de cura.

“Socorro! Eu vou ficar careca! Muito comum ouvir isso no consultório no durante a amamentação. Essa queda abrupta dos cabelos é auto-limitada, ou seja, independente do tratamento ela vai parar. Dura por volta de 4 meses. O nome técnico desta queda de cabelos é eflúvio telógeno.  E apesar de ser “normal” para o período e auto-limitada, eu costumo tratar as minhas pacientes para que o cabelo não fique tão “ralo”.  Mesmo amamentando existem vitaminas, loções e shampoos que podem ser utilizados e ajudam a controlar esse eflúvio mais rapidamente.

E a estrias?! O que fazer se elas persistirem durante a amamentação? Existem alguns peelings como o glicólico que podem ser feitos. Além de lasers como por exemplo o laser erbium Yag não ablativo que é bem tolerável sem anestésico tópico. O anestésico tópico utilizado para os lasers mais “doloridos” não é permitido durante a amamentação.

Portanto, “recém-mães”, podem relaxar e desfrutar de todas as fases da maternidade sem ter que abrir mão da vaidade e sem sentir culpa. Há uma disponibilidade enorme de tratamentos e procedimentos estéticos que podem ser feitos em cada fase com segurança. É importante salientar que cada caso deve ser estudado entre a dermatologista e a paciente a fim de que se opte pelo procedimento/tratamento mais apropriado. Vale lembrar que os resultados são individuais e variáveis.”

 

Claro que cada caso é um caso e cada pessoa tem uma necessidade, por isso esse post é um apanhado de diversos tratamentos possíveis. Cabe a sua dermato decidir o que é melhor pra você. Jamais deixe de consultar um profissional capacitado pra te aconselhar. Pra quem estiver em busca de uma dermato, mega indico a Dra Paola. Ela atende na clínica Hauté, em São Paulo. Para todas os meus leitores (as) que mencionarem o cupom MONICABENINI na recepção da clínica, ganham 5% de desconto nos tratamentos dermatológicos citados pela Dr. Paola neste texto.

 

Bom, é isso! Vejo vocês em breve, com mais posts sobre esse nosso assunto tão amado, rs.

 

Com carinho, Mônica

Fotos: Bruna Marchioro

 

FacebookGoogle+Pinterest
Postagem Anterior

You Might Also Like

PARA VOCÊ LER TAMBÉM

1 Comment

  • Responder Queila Tedesco 07 jun, 2018 at 12:46

    Adoro seus textos Mônica Benini um grande
    Queila Tedesco

  • Responder