em Inspiração, Maternidade
09 out, 2018

OTTO 1 ANINHO – FESTA SUSTENTÁVEL

” 1 ano do dia em que esse menino olhou nos nossos olhos pela primeira vez. Um ano que parece uma vida. Uma vida totalmente nova, o nosso renascimento. Foi um menino luz que nos escolheu pra sermos seu lar, seu porto seguro. Que honra a nossa.

Eu desejo que sejamos calma, acolhimento e morada, daquelas quentinhas, pra onde sempre dá vontade de voltar, mesmo que você voe longe…e alto. Porque é isso que eu te desejo, meu filho. Que você voe sempre pra onde seu coração mandar. Que você voe alto, livre, leve pra fazer as escolhas que fizerem seu coração vibrar. Que você seja leveza, força e coragem. Que transborde amor e saúde, que o equilíbrio sempre te acompanhe. Que você entenda que as melhores coisas da vida não são coisas. Que você se cerque de pessoas que vibrem na mesma frequência que você. Que você seja sempre luz. Obrigada por me ensinar que só se vê bem com o coração. Te amo com toda a minha força. Feliz vida, meu filho!”

 

Eu escrevi essas palavras no dia do aniversário do Otto, 01.10.18, um dia depois da festa, que aconteceu no dia 17. Só é capaz de entender a emoção dessa data quem já passou pela experiência de ter filhos. Passa um filme na cabeça… quanta coisa pode acontecer em um ano, não é? Esse foi, sem dúvidas, o ano mais intenso de minha vida. Diminuí as horas de sono e multipliquei (imensamente) o amor. Engraçado que, contrariando o que eu pensava antes de ter filho, quando ainda faltavam alguns meses pro Otto completar um ano, eu já me encontrava como louca pesquisando referências por essa “internê” afora…

ESCOLHA DO TEMA

O conceito e o tema das festas infantis – principalmente de um ano – são, na maioria das vezes, decididos pelos adultos. Como comecei a planejar a festa com bastante antecedência, procurei ficar atenta a qualquer sinal que o Otto desse por algo que o agradasse (aloka, rs)… Aí um belo dia minha mãe, que é super hiper mega habilidosa com coisas manuais, entregou um brinquedo incrível que havia feito pra ele, onde tinha várias frutas, bichinhos e etc feitos em feltro… entre todas essas lindezas tinha um dinossauro com carinha de baby, que ele amou, acho que pela combinação de cores, sei lá. Só sei que foi o prato cheio que eu precisava pra encontrar um tema pra essa primeira – e tão especial – comemoração.  A escolha pela comemoração ser em meio à natureza foi totalmente óbvia pra nós dois, pais, que julgamos tão essencial esse contato mais íntimo com o verde. O tema: “Piquenique no Sítio dos Dinossauros”, veio depois de eu ir à festa da filhinha de uma super amiga de infância e ficar encantada pela atmosfera da festa, que foi um piquenique lindo, lindo. (Valeu, Daia! <3)

Eu acredito piamente que, de grão em grão podemos fazer a diferença. Já não é novidade pra quem me acompanha, seja pessoalmente ou por esse mundo cibernético, que a preocupação ambiental é recorrente nos meus dias. Foi totalmente natural que, ao pensar na primeira festa de aniversário do Otto, eu me preocupasse em gerar a menor quantidade de lixo que conseguisse. Festas de aniversário, principalmente festas infantis, são um prato cheio pra juntar sacos e mais sacos de lixo que acaba nem sendo reciclado. São balões, copos, pratos, fôrmas para docinho, guardanapos, lembrancinhas, etc… e a maioria desse “lixo” leva mais de 500 anos pra se decompor… um pouco assustador, não?

É claro que, diante desse propósito, sempre podemos evoluir mais, mas a ideia aqui é compartilhar o que eu fiz pra que a quantidade de lixo gerada numa festa pra mais de 100 pessoas fosse a menor possível. Escrevo esse post um dia depois da festa, com um sorriso enorme no rosto ao pensar que: “conseguiiii!”. O resultado da festa foi mais positivo do que eu sequer podia imaginar. Foi pouquíssimo lixo gerado, praticamente todo encaminhado pra usinas de reciclagem. Muitas coisas são extremamente fáceis de serem feitas. Pensei em listar as dicas sustentáveis e também outras dicas que possam ser úteis pra vocês. Vamos lá:

DECORAÇÃO

A partir desses primeiros detalhes definidos, fomos em busca de referências. Inúmeras pesquisas no Pinterest depois e uma ideia bem clara da estética que eu queria imprimir na decoração, nos ajudaram a ter um “norte”. Eu tinha como meta fazer uma festa super handmade, com carinha de feito em casa mesmo. Além de amar essa estética, amo ainda mais o envolvimento de todo mundo que participa pra fazer acontecer. Tenho uma família maravilhosa que, desde que me lembro, sempre se envolveu de verdade na preparação das festas de aniversário das crianças da família, e com o Otto não seria diferente.

  • Aproveitei a paixão que minha mãe tem por trabalhos manuais aliada ao prazer infinito de fazer brinquedos pro neto e encomendei muitos dinos baby, que seriam as “estrelas da festa”. Eu não estou sabendo lidar, até agora, com a fofura que ficaram esses dinossauros, todos feitos com retalhos de tecido e que depois da festa vieram direto pro cesto de brinquedos do Otto. Ele ficou completamente enlouquecido por todos esses bichinhos coloridos e tenho certeza de que brincará muito com eles.
  • Não usei balões na decoração. Confesso não sentir a menor falta deles na hora de decorar. A bem da verdade, até prefiro decoração sem… Gosto muito mais do resultado que folhagens, plantas e etc imprimem do que balões (que depois acabam virando uma montoeira de látex);
  • Comprei plantas em vasos, que usei na decoração da festa e que agora decoram minha casa. Além de ficar lindo na mesa, toda vez que olhar pra elas em minha casa lembrarei desse dia mais do que especial;
  • Juntei itens de decoração que tinha em casa (e que conversavam com a estética que eu buscava) e aluguei o que faltava. Alugar é uma ótima alternativa, eu amo! Economia circular e você não precisa comprar coisas que não vai usar depois.;
  • Tentamos produzir a menor quantidade possível de papelaria. E várias coisas que foram feitas eu acabei guardando, depois da festa, pra usar novamente numa próxima. O “Feliz Aniversário”, que fizemos em papel kraft, por exemplo, é super clean e serve pra outras decorações. Também organizei uma linha do tempo, com fotos desde o primeiro mês de vida do Otto até os 12 meses… pra isso fiz uma moldura para as fotos, também em papel kraft, que guardei da mesma forma pra usar novamente. Além disso, mandamos imprimir alguns dinos grandes, em papelão, pra usar espalhados pela área da festa. Escolhemos o papelão por ser um material muito fácil de reciclar. E os que sobreviveram às intepéries do clima continuam alegrando o Otto por aqui.

COMES & BEBES

BEBIDAS:

  • Servimos águas saborizadas (que ficaram acondicionadas em suqueiras), suco de fruta e cerveja. Para as águas saborizadas, fui guardando garrafas de vidro de suco de uva integral por um bom tempo. Aí, um dia antes da festa, enchemos muitas garrafas de água filtrada e colocamos pra gelar. Fizemos as águas saborizadas com essa água, direto do filtro, ao invés de usar água mineral e assim evitamos as garrafas plásticas. As cervejas eram de garrafa long neck. Juntamos todas as garrafas vazias, depois da festa, e levamos a um centro de reciclagem.
  • Aluguei copos de vidros para os adultos. Acomodei todos os copos em um carrinho e, junto dele, coloquei canetas que escrevem em vidro, com uma indicação pra que cada adulto, ao pegar seu copo, escrevesse seu nome e permanecesse com ele no decorrer da festa.
  • Para as crianças, aluguei canequinhas esmaltadas, imprimimos uma tag com o nome de cada criança e deixamos numa mesa separada. Assim cada criança encontrava sua canequinha e ficava com ela a festa toda, pra ir bebendo o que desejasse.

COMIDAS

  • Fizemos várias comidinhas em casa, pra dispor numa mesa fixa. Além disso, contratei uma empresa de crepes, doces e uma outra empresa para algumas comidinhas dos bebês. Com a empresa dos doces deixei combinado, já no primeiro contato, que gostaria que os doces fossem entregues sem nenhum tipo de forminha. A empresa de crepes trouxe pratos de porcelana e talheres de metal, para serem usados na festa e depois higienizados. E com a empresa que forneceu algumas das comidinhas pros bebês eu combinei a retirada in loco e levei meus próprios potes, os mesmos que uso em casa pra acondicionar comida.
  • Com as comidinhas que fizemos em casa, compramos frutas na feira, os ingredientes a granel… tudo evitando ao máximo embalagens desnecessárias.
  • Comprei pratos biodegradáveis pro bolo, feitos do bagaço da cana de açúcar, que depois de utilizados foram colocados em uma composteira, . Além do prato comprei talheres de bambu. As duas coisas comprei na minha última viagem aos EUA, pelo Amazon, e mandei entregar no meu hotel. Assim que cheguei lá, tudo já estava no hotel. Acabei fazendo isso porque estava com viagem marcada, mas caso não estivesse, teria alugado pratos e talheres normais, pra usar na festa e depois devolver.
  • Usei guardanapos feitos de papel reciclado.

-Pratos descartáveis feitos do bagaço da cana de açúcar – AQUI

-Garfos descartáveis de madeira eco friendly – AQUI

-Guardanapo de papel reciclado, com coloração natural – AQUI

  • Usei guardanapos feitos de papel reciclado.

RECEITAS DE COMIDINHAS PARA OS BEBÊS

 

DOCINHO DE DAMASCO E COCO

-1 xícara (chá) de damasco seco

-4 colheres (sopa) de farinha de amêndoa (também dá pra fazer sem, só fica mais molinho)

-3 colheres (sopa) de coco ralado

-coco ralado para enrolar

Processe o damasco, a farinha e o coco até virar uma pasta. Faça bolinhas com as mãos molhadas para não grudar. Passe no coco.

 

BRIGADEIRO DE BANANA

-2 bananas nanicas bem maduras

-1 colher (sopa) de cacau em pó

-2 colheres (sopa) de água

Amassar as bananas e levar ao fogo com os demais ingredientes. Mexer até obter o ponto. Deixar na geladeira até o ponto de enrolar. Fazer bolinhas e passar no cacau em pó

 

BEIJINHO DE BATATA DOCE

-1 xícara de batata doce cozida

-meia xícara de tâmaras

-coco ralado para enrolar

Cozinhe as batatas e amasse formando um purê. Reserve. Coloque as tâmaras de molho em água morna. Processe as tâmaras formando uma pasta, misture com o purê das batatas. Caso necessário agregue leite de coco para melhorar a textura. Faça bolinhas e enrole no coco ralado.

 

 

CUPCAKE DE BANANA (do Instagram Comidinhas da Diana)

-4 ovos

-4 bananas

-1 xícara de uvas passas

-1/2 xícara de azeite de oliva

-1 xícara de farelo de aveia

-1 xícara de aveia em flocos

-2 colheres (sopa) de fermento em pó

-canela a gosto

Bata no liquidificador os ovos, as bananas, as uvas passas e o azeite de oliva. Despeje esta mistura em uma tigela com o farelo de aveia, a aveia em flocos, a canela e o fermento em pó. Depois de bem misturada coloque a massa em formas de cupcake ou em uma forma grande, untada e enfarinhada. Asse a 180 graus por 30 minutos.

 

BISCOITINHO DE POLVILHO CASEIRO (da Bela Gil)

-200ml de água

-50ml de azeite de oliva

-250gr de polvilho azedo

-1 colher (sopa) de chia

-1 colher (chá) de sal

-1 ovo

Ferva 150 ml de água e misture com o azeite de oliva, o polvilho, a chia e o sal. Bata essa massa na batedeira com o ovo e o restante da água, 50ml. A massa fica numa consistência cremosa. Coloque em um saco de confeiteiro e molde os biscoitos em uma assadeira. Leve ao forno 200 graus por 20 minutos.

 

LEMBRANCINHAS

 

Eu contei no meu Instagram (e deixei salvo no highlights) detalhes sobre as lembrancinhas da festa e recebi tanto feedback de vocês que decidi deixar registrado por aqui também. Tinha como preocupação principal criar uma lembrancinha que fosse útil e agradasse muito aos pequenos. Até que descobri o trabalho da ONG Instituto C. Eles cuidam de crianças em estado de vulnerabilidade social e têm, dentro da própria ONG, um ateliê que produz os mais diversos itens, com a mão de obra das mães das crianças atendidas pela instituição. O valor adquirido com a venda vai direto para as famílias e as mães podem trabalhar de casa, enquanto cuidam de seus filhos. Criamos juntos a lembrancinha da festa e, só pra melhorar ainda mais, elas foram produzidas com tecido de refugo da indústria têxtil. Fizemos um estojo em tecido recheado de lápis de cor. Acho q na foto ai debaixo dá pra ter uma idéia.

Site do Instituto C – AQUI

Mais informações sobre o Atelier C – AQUI

DICAS GERAIS

  • PLANEJE COM ANTECEDÊNCIA –  tenha em mente o que você gostaria de fazer, porque algumas resoluções podem tomar tempo e/ou exigir uma certa folga na agenda para serem executadas;
  • LISTA – faça uma lista pensando em tudo que você vai precisar. Um cronograma também ajuda muito;
  • REUTILIZE/RESSIGNIFIQUE  – tente usar materiais e/ou objetos que você já tenha em casa pra decorar ou ressignifique coisas que poderiam ir pro lixo. Se colocar a criatividade (ou mesmo a pesquisa do Google) pra funcionar, coisas incríveis podem surgir;
  • ONLINE – o convite pode ser feito somente online. Além da praticidade de o convidado poder consultar as informações de qualquer lugar, você ainda economiza uma quantidade grande de papel. E convenhamos que, exceto em raras situações, convites de aniversário vão parar logo no lixo;
  • ALUGUE – Caso seja possível, alugue louças, bandejas, objetos de decoração. Ou peça emprestado pros mais próximos;
  • APROPRIE-SE – Incentive seus convidados a usarem um mesmo copo toda a festa. Não ofende e gera menos lixo ou menos uso de água;
  • BIODEGRADÁVEL – Se você utilizar peças descartáveis, dê preferência pelas biodegradáveis e/ou recicladas;
  • BEBIDAS – Utilize suqueiras ou jarras para bebida, aproveite para fazer sucos naturais e águas saborizadas;
  • CRIANÇAS – Para a diversão da criançada, opte por atividades que estimulem a criatividade. 

“The calm before the storm.”

Teve sol, teve chuva, teve terra molhada, mutirão pra desmontar/montar a festa, risadas, banhos de chuva, união.

 

Eu fiquei muito, muito satisfeita com o resultado final de toda a organização desse dia tão especial. Foram dias e mais dias pensando e arquitetando tudo… pessoas muito queridas ao meu lado dispostas a me ajudar e um cronograma que me permitiu fazer as coisas com bastante calma, encaixando em momentos possíveis na rotina do dia a dia.  Mas não consigo me despedir de vocês sem contar que sou uma pessoa detalhista e bem perfeccionista e que isso, queridxs, não é legal. É claro que todo o carinho que coloquei em cada uma das coisas que fiz foi pensando no Otto, maas pra ele não fez diferença alguma o quão cheia de detalhes a festa estava… se as canequinhas esmaltadas (só pra citar um exemplo bem palpável) estavam personalizadas com o nome de seus “amiguinhos”ou não, não fez a menor diferença. A felicidade dele naquele dia teve muito mais relação com o quão confortável ele estava e com o tanto de amor que recebeu. Tudo isso pra falar que você não precisa mover o mundo, gastar mais dinheiro do que pode, enlouquecer por estar sem tempo e querer fazer tudo ao mesmo tempo… a simplicidade é linda, emociona e é muito verdadeira. E dá pra sentir fácil, fácil quando tem sentimento e isso não precisa de adorno algum. Portanto eu te incentivo a fazer, por simples que seja, faça… Peça ajuda aos que te cercam. E acredite que seu filho – ou a pessoa que você decidir homenagear – só precisa mesmo daquilo que você traz no coração (uma comidinha gostosa também não “fará mal”algum… rs.).

 

Com amor,

Beijos e até muito breve!

 

Crédito das fotos: Paula Roselini

FacebookGoogle+Pinterest
Postagem Anterior Próxima Postagem

You Might Also Like

PARA VOCÊ LER TAMBÉM

3 Comentários

  • Responder Carol 09 out, 2018 at 14:12

    Monica vc me fez chorar!!!! Esse final foi mara….mais uma vez te digo vc é uma pessoal tão especial e tão admirável ….nem tenho palavras pra te descrever …..só quero te parabenizar por ser quem é …tão preocupada com o próximo com o planeta …pois hj é muito difícil uma pessoa assim …o Otto com certeza tem muita sorte de ter os pais que tem …muita saúde pra vcs e que Deus continue vos abençoando! Bjos . querida. Ah ! E a idéia de pedir pras pessoas trocarem o presente do Otto por doação nossa num tem o que dizer …achei maravilhoso …bjao

    • Monica Benini
      Responder Monica Benini 09 out, 2018 at 14:18

      Obrigada pelo carinho Carol!!!
      Abraços

  • Responder Mari de Fortaleza 10 out, 2018 at 16:30

    Ja te disse ne Mô? Obrigada por tanto.
    Explicar tudo assim pra gente é muita generosidade da sua parte.
    E pode ter certeza que mudou em mim já algumas ideias em relação ao aniversário do Liam em dezembro. Vou produzir menos lixo com certeza.

    Beijo Mô

  • Responder