Tags de navegação

buy less choose well

Moda

O que minha carteira tem a dizer

Nem sempre tive a consciência que tenho hoje quanto ao consumo, já fui muito mais consumista e irresponsável. Na verdade, é tudo um processo, um caminho a se percorrer e pequenas atitudes a serem tomadas. O consumo sustentável e consciente é um desafio nesse mundo cada vez mais visual e superficial. Está por todo lado a imposição de que devemos ter isso e aquilo pra nos adequarmos, está na TV, nos jornais, nos outdoors, nas redes sociais e até nas conversas de bar. Precisamos mesmo? É tentador, todo mundo já se sentiu seduzido por uma vitrine, por uma marca, por um produto da moda. Mas é preciso tomar consciência.

Sobre esse assunto, tenho uma história que me marcou, pra dividir com vocês. Certa vez, eu estava precisando de uma carteira nova e adiando o ato de ir ao shopping até o último dia possível – shoppings não são meus lugares preferidos. No meio dessa minha resistência à sair em busca da carteira, apareceu aqui em casa um kit de uma determinada marca e nele tinha o quê? Uma carteira! O único problema é que vinha a “marcona” estampada! Achei uma boa oportunidade pra cancelar a operação shopping e customizar. Reciclar o que já foi produzido e não consumir mais e mais. Com um etiquetador imprimi uma frase que me inspira quanto ao consumo, cobri a marca (desculpaê! rs) e há tempos minha carteira funciona como uma espécie de post-it, toda vez que a pego pra comprar algo, a frase me diz: “pense bem”.

image1

“Compre menos, escolha bem.” (Frase da estilista Vivienne Westwood)

É claro que, de vez em quando, a gente se entrega para o consumo. Quantas vezes a gente comprou coisas por impulso e se perguntou o porquê depois de chegar em casa? Quanto mais a gente compra, mais lixo a gente produz, mais espaço a gente precisa pra armazenar; quanto mais coisas a gente tem em casa, mais energia (não necessariamente boa) se acumula; quanto mais a gente compra, mais a gente quer comprar. Eu ainda estou em um processo, mas hoje acho que vale muito mais a pena comprar poucas e boas peças, à lotar o armário e a casa de coisas de baixa qualidade; pensar muito antes de comprar do que consumir apenas por impulso. Sou a favor dos coringas, das peças multiuso, das cores neutras, do menos que sempre vira mais! Vamos falar sobre isso aqui no blog? Acho que trocar opiniões, compartilhar vivência e dividir experiências é a melhor forma de somarmos.