Tags de navegação

mexico

M.B. pelo mundo

Sobre o México e as maravilhas do mundo

Lembram que nesse post falei que voltaria a abordar o México aqui  no blog, né? Pertinho de Tulum, existe uma cidade arqueológica Maia que foi fundada entre 433 a.C. e 455 a.C. chamada Chichén-Itzá. Seu nome, de origem maia, quer dizer “pessoas que vivem na beira da água”. Em 1988 foi declarada Patrimônio Mundial da Unesco. Chichén-Itzá tem várias estruturas arquitetônicas cheias de história e de precisão matemática, como se espera de obras de origem maia. Esse ano tive a oportunidade de ver de perto e foi uma experiência incrível!

Templo dos Guerreiros e Grupo das Mil Colunas, a gente fica até pequeno...

Templo dos Guerreiros e Grupo das Mil Colunas, a gente fica até pequeno…

Dentre as várias estruturas, está a pirâmide de Kukulkán que foi nomeada recentemente uma das novas sete maravilhas do mundo. são 4 escadarias de 365 degraus cada que levam ao topo, onde encontra-se o templo. A pirâmide tem 9 pavimentos e foi construída com base no calendário agrícola solar, proporcionando  diferentes fenômenos de luz e sombra nos solstícios e equinócios. A acústica é outra coisa impressionante da construção e cada uma das pontas da pirâmide está alinhada a cada um dos 4 pontos cardeais.

IMG_3036

Aproveitando o gancho, acho que vale falar pra quem ainda não sabe. As sete maravilhas do mundo (Jardins suspensos da Babilónia, Pirâmide de Gizé, Estátua de Zeus, Templo de Ártemis, Mausoléu de Halicarnasso, Colosso de Rodes, Farol de Alexandria) já são conhecidas da maioria, mas vocês sabem quais são as 7 novas maravilhas do mundo que foram definidas em 2007? Já faz um tempo, mas a gente sempre acaba associando o título às 7 primeiras, né? Além da pirâmide de Kukulkán, as “novas” são:

Quantas vidas será que a gente tem que viver (e trabalhar) pra conseguir ver tudo de lindo que esse mundão tem pra os mostrar?

M.B. pelo mundo

Meu amor por Tulum

Tulum é uma cidade exótica, especialmente charmosa pelas muralhas que os maias construíram pra proteger o território que, durante a civilização maia (em torno de 1000 a 250 a.C) era uma cidade portuária e por isso tinha um posicionamento estratégico pra se defender das tribos inimigas e que hoje, em ruínas, tornam Tulum uma das cidades mais interessantes do México e um dos meus lugares favoritos no mundo. A 128 km ao sul de Cancún, Tulum fica na Riviera Maya e pertence à península de Yucatán. Ao sul das ruínas, começa uma praia que se estende por mais de 20km, até a Reserva Ecológica de Sian Ka’an.

tulum01

Eu amo o estilo de Tulum porque tem uma pegada hippie, mas mesmo assim tem certa infra-estrutura. É como se fosse o melhor de dois mundos…Aulas de yoga, cenotes incríveis, céu azul, o Rio Secreto, …IMG_2555

Tulum está dividida em duas partes bem distintas. Às margens da rodovia que liga Tulum à Cancún encontra-se o pueblo, a cidadezinha onde vivem todos os locais, que fica mais distante da praia e tem preços bem mais em conta. E na estrada que fica paralela ao mar, fica a Tulum mais turística, cheia de lugares descolados. Muitos europeus acabaram não indo embora de lá depois de uma ida a passeio e, então, abriram restaurantes incríveis e algumas lojinhas super cool, todos cercados pela natureza singular daquele lugar. Isso foi moldando um perfil muito peculiar à cidade que se manteve simples apesar da influência européia. Todo mundo de pés descalços, andando de bike e em conexão com a natureza.

tulum02

Eu fui esse ano e fiquei BEM surpresa com a evolução e o crescimento da cidade. Os restaurantes não eram tão refinados e nem tão variados, o público também é bem maior hoje, costumava ver a cidade quase vazia…Espero que nada disso comprometa a identidade forte de Tulum que é o que eu mais amo. Por enquanto, tudo continua praticamente como era… Tulum continua atraindo um público bem específico, que realmente se identifica com o estilo do lugar.

544761_10151224350199660_1909230934_n

É impossível não se apaixonar pela areia branca, o mar azul (da cor da turmalina paraíba), a hospitalidade dos mexicanos e as ruínas pesando na paisagem leve. A data exata de descobrimento não é muito certa, mas estima-se que foi por volta do ano 584. Dá pra imaginar o tanto de história que habita essa cidade? É fascinante! Algumas ruínas maias não permitem o acesso de turistas, mas outras como a Casa Del Cenote, nos permitem viajar no tempo… É uma gruta com tumba, com pequenos templos nos penhascos e, no alto da colina, o Templo Del Dios Descendente. A divindade, esculpida de cabeça para baixo, representa Dios Abeja, fornecedor de mel, associado ao planeta Vênus. Alguns outros espaços das construções maias são reservadas apenas pra arqueólogos, historiadores, governantes, antropólogos e religiosos.

6227_10151221898769660_1718576716_n

Tenho um carinho especial pelo México por ter vivido lá, esse deve ser o primeiro de uma série de posts sobre o país, vou voltar pra falar de outros lugares, outras dicas e outras experiências mexicanas pra vocês.

Já estou ansiosa pra contar mais sobre esse país LINDO pra vocês.

 

Fotografia, Ilustração

As colagens de Prince Lauder

Carlos Guerrero, mais conhecido como Prince Lauder é um artista mexicano, diretor de arte e ilustrador. A arte dele é recheada de conceito e cores e ele mistura pintura, fotografia, colagens e intervenções digitais. O resultado é um trabalho muito característico e inconfundível. Com uma linguagem de moda muito presente e já tendo trabalhado pra marcas como Miu Miu, Chanel, Givenchy e H&M, ele transformou sua obra em algo único. Alguns veículos renomados como Vogue, Marie Claire, Harper’s Bazaar e Elle também estão no seu portfólio. 

PL02

PL01

PL06

Peça do seu trabalho em colab com a Sunglass Hut pro London Fashion Week

Peça do seu trabalho em colab com a Sunglass Hut pro London Fashion Week

PL05

PL04

PL03

Vocês também se sentem inspirados com toda manifestação de arte? Parece que toda vez que faço um post sobre um artista me acende uma luzinha na cabeça e eu quero sair criando também!